Recuperação Dependentes Químicos, Alcoolismo e Depressão
Clínica com 38 anos de experiência na reabilitação de dependentes químicos, no tratamento do alcoolismo e depressão.
Ligue (11) 4414-5577
Ou preencha o formulário abaixo

A vida moderna é cheia de desafios, prazos, frustrações e exigências. Para muitas pessoas, o estresse é tão comum que já faz parte de sua rotina. Entretanto, poucos fatores são mais danosos ao corpo e a mente e mais destruidores da saúde pública do que o estresse.

O estresse é uma resposta física a eventos que perturbam o equilíbrio emocional de uma pessoa que observa e julga o evento como uma ameaça.

Quando há o julgamento de perigo, real ou imaginário, o medo e a ansiedade acionam, prejudicialmente, o organismo que, por sua vez, reage de forma sistemática por meio de reações químicas conhecidas como reação de luta ou fuga”, ou resposta ao estresse.

A resposta ao estresse é uma maneira do corpo de se proteger dos efeitos negativos da carga química proveniente da sobrecarga emocional. Porém, o corpo tem um limite em sua capacidade de se recuperar de ataques de estresse. Passado este limite de auto recuperação, a deterioração do estado de saúde do indivíduo é gradativamente debilitante.

Tratamento do estresse

A Clínica Maxwell trabalha no tratamento para o estresse há mais de 38 anos e entende que são muitos os fatores que podem influenciar para ocasionar este tipo de problema.

O foco é ajudar o paciente a enfrentar o estresse e procurar entender a raiz do problema.

Procuramos esclarecer inicialmente ao paciente de estresse, no que chamamos de Reunião dos Novos, a dinâmica do tratamento e do procedimento psicoterapêutico a que o paciente será submetido.

O método de tratamento da Clínica Maxwell inclui interferência medicamentosa, socioterapia, grade de atividades terapêuticas e instalações sofisticadas para propiciar o ambiente terapêutico mais agradável para refazer o projeto de vida e readquirir a esperança de uma vida melhor.

Nos preocupamos para que as atividades não se tornem apenas mera ocupação de tempo, mas sim aprendizados em todo o seu sentido.

Como reagimos ao estresse?

É muito importante aprender a reconhecer quando os níveis de estresse estão fora de controle.

O fator mais perigoso a respeito do estresse é a rapidez com que sai do controle. A pessoa não percebe as consequências iniciais do estresse de forte impacto. 

Os sinais e sintomas de sobrecarga de estresse podem ser quase incógnitos. O estresse afeta a mente, o corpo e o comportamento de muitas maneiras, e as pessoas experimentam o estresse de maneiras diferentes.

O estresse pode não só sobrecarregar levando a pessoa a sérios problemas de saúde mental e físicos, como pode influenciar em relacionamentos em casa, no trabalho e nos locais de estudo.

Sinais e sintomas do estresse

Os quadros a seguir nos apresentam alguns sinais de alerta e sintomas relacionados ao estresse.

O importante é ficar atento, pois quanto mais sinais a pessoa encontrar em si mesma, maior as chances de estar sofrendo de estresse:

Sintomas Cognitivos

  • Problemas de memória
  • Incapacidade de concentração
  • Dificuldade em tomar decisões
  • Pessimismo
  • Ansiedade
  • Constante preocupação

Sintomas Emocionais

  • Mau humor
  • Irritabilidade
  • Agitação
  • Sentimento de sobrecarga
  • Solidão ou isolamento
  • Depressão ou tristeza

Sintomas Físicos

  • Diarreia ou obstipação
  • Dores
  • Náuseas
  • Tonturas
  • Dor no peito
  • Batimentos acelerados
  • Perda do desejo sexual
  • Resfriados frequentes

Sintomas Comportamentais

  • Comer demais ou bem menos
  • Dormir demais ou muito pouco
  • Isolar-se dos outros
  • Negligenciar responsabilidades
  • Usar álcool, cigarros, drogas
  • Hábitos nervosos (como roer unhas)

Tenha em mente que os sinais e sintomas de estresse também podem ser causados por outros fatores psicológicos ou médicos.

Caso esteja enfrentando alguns dos sinais de alerta de estresse, é recomendável consultar um profissional para uma avaliação completa. O médico poderá informar se os sintomas estão relacionados ou não ao estresse.

O estresse pode causar danos à vida de uma pessoa. A quantidade de estresse pode variar de pessoa para pessoa, afinal somos todos diferentes. Há pessoas capazes de sair aos socos com outra, enquanto outras desmoronam diante de obstáculos e frustrações bem menores.
 
Fale com a Clínica Maxwell – (11) 4414-5577

Coisas que influenciam o nível de tolerância ao estresse

A capacidade de tolerar o estresse depende de muitosDoctor Stress fatores, incluindo a qualidade de relacionamentos, a visão geral sobre a vida, inteligência emocional e a genética.

  • Rede de apoio – uma forte rede de amigos e familiares podem ser um grande apoio contra os fatores estressantes.
    Por outro lado, quanto mais isolado e solitário a pessoa estiver, maior a sua vulnerabilidade ao estresse.
  • Senso de controle – pode ser mais fácil se livrar de um possível estresse se a pessoa possui mais confiança em si mesma e a capacidade de perseverar diante os desafios.
    Se a pessoa sente que as coisa estão fora do seu controle, menor será a sua tolerância ao estresse.
  • Atitude e perspectiva – pessoas otimistas tem mais resistência contra o estresse.
    Elas tendem a abraçar desafios, possuem forte senso de humor, e aceitam que mudanças fazem parte da vida.
  • Capacidade de lidar com as emoções – a pessoa é extremamente vulnerável ao estresse caso não tenha a capacidade de se acalmar quando está se sentindo triste, com raiva ou oprimido por alguma situação.
    A capacidade de manter as emoções em equilíbrio ajuda a entender as adversidades e é uma habilidade que pode ser aprendida em qualquer idade.
  • Conhecimento e preparação – quanto mais conhecimento sobre uma situação estressante, incluindo quanto tempo irá durar e o que esperar, mais fácil será lidar com ela.
    Por exemplo, quando tiver que passar por uma cirurgia, o conhecimento real sobre o pós-operatório pode tornar uma recuperação dolorosa menos traumática do que se a pessoa estivesse esperando uma recuperação imediata.

Aprenda a administrar o estresse

Você pode sentir que o estresse em sua vida está fora de controle, mas sempre poderá controlar a maneira com que responde: tomar conta de seus pensamentos, suas emoções, sua agenda, seu ambiente e a maneira com que lida com os problemas.

Administrar o estresse envolve alteração na situação estressante quando isso for possível, e quando não for mude a sua reação diante dela, cuide de si mesmo e tenha tempo para descansar e relaxar.

Em casos mais graves, o ideal é procurar ajuda médica, pois há tratamento profissional contra o estresse possibilitando que a pessoa retome o seu controle mental e físico.
 
Problemas com Estresse. Envie um formulário ou ligue – 24horas – (11) 4414-5577