Tratamentos

Antes de se iniciar um tratamento de abuso de substâncias químicas ou depressão, é importante lembrar-se que as necessidades de cada um são diferentes. Por isso é muito importante ter o conhecimento correto de como ajudar um dependente químico ou um paciente em depressão.

É possível que um tipo de tratamento para um determinado transtorno ou dependência química poderá ser mais intenso e longo que o outro. Para fazer esta análise, o paciente passa por uma avaliação psiquiátrica logo que ingressa na clínica de recuperação Maxwell, onde nossos profissionais entenderão as necessidades daquele que entrará em um processo de reabilitação.

Independente do cumprimento de um programa em semanas ou meses, o apoio e o acompanhamento em longo prazo é crucial para a recuperação do dependente químico. Um programa de tratamento de qualidade não só aborda o uso das drogas, mas também aborda a dor emocional e outros problemas da vida que contribuem para o seu vício.

Na Clínica de reabilitação Maxwell o tratamento é atribuído a toda a equipe. Esta equipe resulta da união de médicos, psicólogos, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, professores de educação física, colaboradores, residentes e familiares que reforçam o princípio de igualdade que estimula a ação terapêutica a ser alcançada.

Este ambiente inspira as atividades sociais, culturais e esportivas que favorecem ao paciente reassumir responsabilidades, desenvolver a afetividade e reintegrar-se com a família e a sociedade, que acarreta em processo de amadurecimento. Um dos principais critérios na escolha da clínica de tratamento contra as drogas, por exemplo, é questionar os parâmetros delas para definir o êxito no tratamento de reabilitação de drogas e álcool.

 

Alcoolismo

Nem sempre é fácil perceber quando o consumo do álcool cruzou a linha de uso moderado e social para um uso nocivo ou sérios problemas de alcoolismo. Se uma pessoa passa a consumir álcool para lidar com as dificuldades ou para evitar sentir-se mal, esta encontra-se em território de potencial perigo e, sem perceber, pode passar a precisar do tratamento de alcoolismo.

 

Ansiedade

Ansiedade, preocupação e estresse fazem parte da vida da maioria das pessoas hoje. Mas simplesmente sentir ansiedade ou estresse por si só não significa que a pessoa precisa de ajuda profissional, ou tem um transtorno. Na verdade, a ansiedade é um sinal de aviso necessário de uma situação difícil ou perigosa. Sem ela, não é possível se prevenir para enfrentar as dificuldades que poderão vir pela frente e preparar-se para elas.

 

Depressão

Estamos acostumados a atribuir a depressão à tristeza, mas é preciso entender que ela vai muito além disso. Sentir-se triste, para baixo por um período, faz parte da vida. Mas se o vazio, a desesperança e o desespero são duradouros pode ser indício de depressão.

A tristeza é um sentimento temporário, e quando uma pessoa está triste é capaz de reagir a estímulos de prazer. Porém, alguém em es

 

Estresse

A vida moderna é cheia de desafios, prazos, frustrações e exigências. Para muitas pessoas, o estresse é tão comum que já faz parte de sua rotina. Entretanto, poucos fatores são mais danosos ao corpo e a mente e mais destruidores da saúde pública do que o estresse.

O estresse é uma resposta física a eventos que perturbam o equilíbrio emocional de uma pessoa que observa e julga o evento como uma ameaça.

 

Fobia

Quase todo mundo tem um medo irracional, por exemplo, de fazer exames dentários anuais. Para a maioria das pessoas, esses medos são menores. Mas, quando os temores se tornam graves eles causam tremenda ansiedade e interferem na vida normal, são chamados de fobias. A boa notícia é que as fobias podem ser controladas e curadas.

Métodos de autoajuda e terapia podem ajudar a pessoa que apresenta o sintoma de fobia a superar seus medos e começar a viver normalmente.

 

Pânico

Um ataque de pânico é uma súbita onda de ansiedade e medo oprimido.

Os batimentos cardíacos aumentam e pode haver dificuldades ao respirar. Isso faz com que a pessoa sinta que está morrendo ou ficando louca.

Se não for tratado, esses ataques de pânico podem levar à síndrome do pânico e outros problemas, levando o indivíduo a deixar de executar atividades normais do dia a dia.

Há muitos casos em que ataques de pânico acontecem de repente, sem qualquer aviso prévio e muitas dessas vezes, não há nenhuma razão aparente, podendo surgir quando você está relaxado ou até mesmo dormindo.

 

Dependência Química

Muitos não entendem por que algumas pessoas tornam-se dependentes químicos ou como as drogas agem no cérebro para promover o abuso compulsivo de drogas.

Erroneamente, muitas dessas pessoas enxergam o abuso de drogas como um problema estritamente social, além de julgarem os dependentes químicos como moralmente “fracos”.

Uma crença muito comum é que o usuário de droga deve ser capaz de, simplesmente, parar de consumir drogas e que ele apenas não está disposto a mudar seu comportamento.

 

Surto Psicótico

A psicose é um transtorno mental considerado grave, em que a pessoa em surto psicótico perde completamente a noção do que é realidade e do que é imaginário, mesmo estando consciente.
A pessoa não tem sentimento de que está doente e não acha que precisa de ajuda ou tratamento.

Pessoas com problemas de psicose, chamadas de psicóticas, possuem delírios e alucinações durante o surto. Esses são chamados de sintomas positivos. Além desses, existem também os sintomas negativos que são a perda de motivação e isolamento social.